segunda-feira, 10 de maio de 2021

New Radicals - Maybe You've Been Brainwashed Too (1998)

 

O New Radicals é, na essência, o cantor e compositor norte americano Gregg Alexander, já que ele foi o mentor, escreveu todas as músicas e o único (além da tecladista) que perdurou no "longo" período de dois anos de existência do grupo. O cara já compunha e tocava piano desde pequeno e chegou a integrar diversas bandas, mas só em 1989 conseguiu um contrato para lançar seu primeiro disco, "Michigan Rain" -  mas nada aconteceu. 

Outro LP se seguiu ao primeiro, com três canções repetidas e algumas releituras do disco anterior, mas sem sucesso. Até que resolveu criar o New Radicals. Reuniu alguns amigos e, junto com a atriz, cantora e compositora (e também tecladista) Danielle Brisebois, levantou um grupo de pop/rock alternativo que abocanhou as paradas de sucesso. Seu primeiro single, "You Get What You Give" (onde, num primeiro momento, a voz de Gregg lembra a de Mick Jagger), conseguiu as posições de número 5 na Singles Chart do Reino Unido e número 1 na RPM Canadian Singles Chart; nos EUA, ficou na modesta 36a posição.


A música soa alegre, mas faz duras insinuações contra empresas e indústrias, além de banqueiros, dos planos de saúde abusivos e até da famosa Food And Drug Administration (a FDA, que regulamenta o setor de alimentos e farmacêutico americanos). O videoclipe (filmado no Staten Island Mall em Nova York) complementa a canção, fazendo um chamamento em pleno Shopping Center para que os jovens se "rebelem" contra tudo aquilo que oprime os cidadãos, mas sem tirar a música do coração. Aliás, não é à toa que o disco recebeu o nome de "Talvez Você Também Tenha Sofrido Lavagem Cerebral" (essa é a tradução do original em inglês), já que muitas vezes se é obrigado a aceitar uma situação e se conformar com ela. Com "You Get What You Give", o autor quis dar uma chacoalhada no modo como encaramos algumas "certezas" e chama a garotada, quem tem a "doença dos sonhadores" ("Wake up, kids/We got the dreamers disease") para acordar e enfrentar o mundo. Na parte final da letra, Gregg explicitamente, critica até grandes artistas, como Marilyn Manson e Courtney Love (viúva de Kurt Cobain, ex-vocalista do Nirvana), chamando-os de falsos já que, na pior das hipóteses, eles ainda têm como se refugiar em suas belas mansões ("Courtney Love and Marilyn Manson/You're all fakes/Run to your mansions"). 

Já na faixa-título, onde ele poderia ter ido mais fundo no assunto, decidiu se apresentar como alguém que sofreu, de fato, uma lavagem cerebral e, salvo um verso ou outro, segue proferindo palavras desconexas para a namorada, enquanto pede sua ajuda. 

O segundo (e último) single foi "Someday You'll Know (gravado também por Mandy Moore e Jonathan Foreman), um pop/rock romântico, onde o autor menciona tantas dúvidas que passam pela cabeça, tantas perguntas sem respostas, enquanto dirige meio sem destino, mas, a questão mais importante é por que o amor de sua vida não está lá com ele.

Em 1999, cansado das turnês e das aparições em programas de TV e rádio, desfez o grupo. Sua aversão à exposição pessoal contribuiu para acelerar o fim. Mas nem por isso Gregg ficou parado. Ele escreveu contribuições para o Boyzone, Hanson, Enrique Iglesias e, a melhor de todas, "The Game Of Love", que levou o Grammy Award quando foi gravada por Michelle Branch e pelo virtuose da guitarra Carlos Santana.

01 - Mother We Just Can’t Get Enough  [05:45]
02 - You Get What You Give    [05:02]
03 - I Hope I Didn’t Just Give Away the Ending  [06:37]
04 - I Don’t Wanna Die Anymore    [04:16]
05 - Jehovah Made This Whole Joint for You  [04:11]
06 - Someday We’ll Know    [03:37]
07 - Maybe You’ve Been Brainwashed Too  [05:20]
08 - In Need of a Miracle  [03:43]
09 - Gotta Stay High         [03:05]
10 - Technicolor Lover      [03:43]
11 - Flowers    [03:51]
12 - Crying Like a Church on Monday  [05:02]



domingo, 2 de maio de 2021

Michael Sullivan & Paulo Massadas - Michael Sullivan & Paulo Massadas (1987)

 

Se nós o chamarmos pelo nome de batismo, Ivanilton de Souza Lima, provavelmente você nem se dará conta de quem estamos falando. Mas se dissermos Michael Sullivan, é bem capaz que diversos sucessos já lhe venham à mente. Esse autodidata saiu de Recife, onde nasceu, e foi tentar a sorte no Rio de Janeiro com meros 16 anos. O nome americanizado foi escolhido porque, nos anos 70, nomes em inglês tinham uma forte tendência a se sobressaírem no mercado fonográfico. Sullivan integrou o grupo "Renato & Seus Blue Caps" e, depois, emplacou alguns hits solo, como "My Life" e "My Sorrow".

Já Paulo César Guimarães Massadas dá pra saber de que se trata do Paulo Massadas. Esse carioca, fortemente influenciado pela Jovem Guarda, acabou conhecendo Sullivan em 1978 e, desde então, firmaram uma parceria que rendeu milhões de discos vendidos para diversos artistas. Para Gal Costa ofereceram "Um Dia de Domingo", para Joanna deram "Amanhã Talvez", Sandra de Sá ficou com "Retratos e Canções", Tim Maia ficou com "Me Dê Motivo",  Fagner recebeu "Deslizes", Rosana, "Nem Um Toque", Roupa Nova,"Whisky a Go-Go", e Xuxa, "Lua de Cristal", só pra mencionar a ponta do iceberg.

Em 1987, veio este LP da dupla, intitulado apenas "Michael Sullivan & Paulo Massadas" - afinal, os nomes falam por si só. O primeiro single do disco fez as rádios ferverem: "Dê uma Chance ao Coração", de 6 minutos, tinha artistas de peso contribuindo com os solos, dentre eles, José Augusto, Joanna, Fagner, Roupa Nova, Sandra de Sá, Alcione e Patrícia Marx. Era um afago na alma ouvir uma música que consistia numa verdadeira ode ao amor, que começava com "O amor ainda vive por detrás da solidão/Pelas casas, pelas ruas, quando toca uma canção", e detonava num refrão comovente ("Canta, canta canção/Diz pra solidão/Que de hoje em diante, cante!"). Tornou-se o nosso "We Are The World".

Desse mesmo LP, "Lady X" (com a participação do Trem da Alegria) e "Não Diga Adeus" também ganharam as FMs, mas mesmo as que ficaram de fora, merecem atenção ("I Need Somebody", por exemplo, trouxe a participação internacional de Jermaine Jackson). Afinal, estamos falando de Sullivan e Massadas!

Raridade!


01- Quero Mais    [04:13]

02- Não Diga Adeus    [05:16]

03- Entre Amigos    [04:12]

04- Lady X    [04:30]

05- Na Linha da Tua Mão    [04:05]

06- Caminhos da Emoção    [02:55]

07- Dê Uma Chance Ao Coração    [06:08]

08- Três é Demais    [04:23]

09- I Need Somebody    [04:12]

10- Sei    [03:43]

11- Doce Estrela    [04:07]



Download


sábado, 24 de abril de 2021

Vários - Rock Brasil 1 / Rock Brasil 2 (1998)

 

Estes dois CDs são coletâneas raras porque eram da época em que a Globo decidiu vender produtos apenas pelo seu serviço de televendas, a GloboDisk: você assistia a propaganda na TV, gostava, ligava e comprava (posteriormente, eles foram parar também no site da Som Livre). Os CDs chegavam na sua casa envoltos em uma latinha, que estampava uma obra famosa (esta tinha a pintura "Composição Sobre Lilás", de John Graz). 

O primeiro CD abre com a famosa "Óculos", dos Paralamas. Numa época na qual quem usava óculos ainda era depreciativamente chamado de "quatro-olhos", Herbert Viana e banda decidiram mostrar que o acessório podia, sim, ter seu charme. 

Os Titãs cantam a influência da TV como "formadora" de opiniões; estaria ela deixando todos burros? Para o grupo (em "Televisão"), sim, mas não sem uma dose de humor, ao mencionar o famoso bordão "Ô Cride, Fala Pra Mãe...",  do saudoso humorista Ronald Golias, quando interpretava o personagem Pacífico, de "A Praça É Nossa". 

"Você Não Soube Me Amar" traz Evandro Mesquita e o pessoal da Blitz narrando como um relacionamento pode começar muito bem, chamando a garota para um barzinho, regado a chopp e batatas fritas ("Ok, você venceu, batata-frita"), mas que pode terminar de forma explosiva, feito uma bomba atômica: apesar das aparências, o casal pode não estar em eterna lua-de-mel como parece. 

Os irreverentes do Inimigos do Rei surgiram no cenário pop no final da década de '80 com "Uma Barata Chamada Kafka" e, durante muito tempo, muita gente cantou "Encontrei uma barata na cozinha / Eu olhei pra ela, ela olhou prá mim / Ofereci a ela um pedaço de pudim". A ideia da música surgiu quando o vocalista Luiz Guilherme de Beaurepaire relia "Metamorfose", do alemão Franz Kafka. Num dado momento, o apartamento foi invadido por baratas. Sua leitura precisou ser interrompida para tentar driblar a invasão. Terminada a encrenca, ele correu e escreveu a letra numa tacada só. Dado o sucesso da música, Luiz agradeceu, posteriormente, pelo ataque surpresa. 

É incrível como a voz de Dinho Ouro Preto sempre encontra as nuances certas para cantar cada uma das músicas do Capital Inicial. Um bom exemplo é esta "Música Urbana", uma crítica à nossa 'selva de pedra' e à industrialização, que tira as pessoas da rua para ceder lugar aos automóveis  ("As ruas têm cheiro/De gasolina e óleo diesel/Por toda a plataforma...") e que, ainda, dá um ar de abandono a cidade. A entonação de Dinho e a força dos instrumentos contribuem com a intensidade da música.

A famosíssima "Astronauta de Mármore" ganhou contornos novos na voz dos caras do Nenhum de Nós. É uma versão de "Starman", de David Bowie, e o próprio precisou ouvir a música, ler a letra brasileira vertida para o inglês para dar sua "bênção", autorizando a gravação. Embora aprovada, muitos criticaram a versão, mas se o próprio Bowie deu seu aval, quem somos nós para contestar? Além disso, ela ficou bem bacana.

Outras canções merecem destaque: o grupo Metrô retrata uma garota namoradeira que não consegue se controlar e paquera todos pela rua em "Beat Acelerado"; o retrato do dia-a-dia de um office-boy foi cantado com muito bom humor pela trupe do Magazine (do qual Kid Vinil era o vocalista): "Acordo sete horas, tomo ônibus lotado/Entro oito e meia, eu chego sempre atrasado/Sou boy"; "Bete Balanço" foi tema do filme de mesmo nome de 1984, estrelado por Debora Bloch e Lauro Corona e foi escrita por Cazuza e Frejat especialmente para a obra cinematográfica, e virou hit, claro; "Olhar 43", dos roqueiros do RPM,  mostra a faceta sensual que uma mulher pode exercer sobre um garoto na flor da idade; Marina (atualmente, Marina Lima) cantou os prazeres do verão em "Uma Noite e Meia" ("Não demora muito agora/Todas de bundinha de fora/Topless na areia/Virando sereia"). E você certamente entoou os versos "Me dá um beijo, então/Aperta a minha mão", da canção do Lulu Santos ("O Ultimo Romântico").

Ouça também "Exagerado", de Cazuza, e "Garota Dourada", do Rádio Taxi. Dois CDs que são puro deleite.


Cd1

01- Paralamas do Sucesso - Óculos    [03:36]

02- Lulu Santos - O Último Romântico    [04:12]

03- Titãs - Televisão    [03:43]

04- Blitz - Você Não Soube Me Amar     [03:21]

05- Kid Abelha - Alice (Não me Escreva Aquela Carta de Amor)    [03:06]

06- Biquini Cavadão - No Mundo da Lua    [03:01]

07- Capital Inicial - Música Urbana    [03:29]

08- Metrô - Beat Acelerado (Versão II)    [03:46]

09- Ultraje a Rigor - Nós Vamos Invadir Sua Praia    [04:15]

10- Dr. Silvana & Cia. - Eh!  Oh!    [03:36]

11- Sempre Livre - Fui Eu    [03:12]

12- Paulo Ricardo - A Cruz e a Espada    [03:10]

13- Barão Vermelho - Bete Balanço    [03:26]

14- Zero - Agora Eu Sei    [04:42]

15- Hanoi Hanoi - Totalmente Demais (Ao Vivo) [04:20]


Download


Cd2

01- RPM - Olhar 43    [03:01]

02- Lobão e os Ronaldos - Corações Psicodélicos    [03:39]

03- Camisa de Venus - Eu Não Matei Joana D' Arc    [03:43]

04- Ira! - Núcleo Base    [03:45]

05- Marina - Uma Noite e Meia    [04:41]

06- Gang 90 & Absurdetes - Nosso Louco Amor    [03:17]

07- Cazuza - Exagerado    [03:43]

08- Rádio Taxi - Garota Dourada    [03:50]

09- As Frenéticas - Perigosa    [03:20]

10- Gilberto Gil - Pessoa Nefasta    [05:03]

11- Engenheiros do Hawai - Era Um Garoto Que Como Eu Amava Os Beatles e os Rolling Stones    [04:24]

12- Nenhum de Nós - O Astronauta de Mármore    [03:15]

13- Inimigos do Rei - Uma Barata Chamada Kafka [03:11]

14- Magazine - Sou Boy  [03:50]

15- Rita Lee - Dançar Para Não Dançar (Ao Vivo) [04:00]


Download


sexta-feira, 16 de abril de 2021

Vários Artistas - Love Flashback 3 (1999)

Este é mais um volume da coleção Love Flashback, que traz mais músicas incríveis. 

É difícil encontrar uma faixa dos australianos do Tin Tin em coletâneas. O duo, formado inicialmente por Steve Groves e Stephen Kipner, lançou apenas dois LPs, um em 1970 e outro em 1971. O maior hit foi "Toast And Marmalade For Tea", do primeiro, produzido por ninguém menos que Maurice Gibb, dos Bee Gees (que também tocou piano e baixo em várias faixas).  O que se tinha, inicialmente, eram versos soltos escritos por Groves. Eles foram rearranjados em duas estrofes de 4 versos cada e, a partir daí, bastou alternar, ao longo da música, entre uma estrofe e outra, à medida que a harmonia ia crescendo e a canção ganhava corpo.  O som do pianinho distorcido que começa já na introdução foi um "bônus" acidental: o técnico de som se inclinou sobre a mesa de mixagem, modificando a sonoridade - e acabou ficando! A música chegou ao Top 20 americano e, apesar de rara hoje em dia, é uma peça fundamental da trilha dos anos 60. E Stephen Kipner, depois do Tin Tin, marcou presença como compositor de vários sucessos por aí. É dele "Physical", de Olivia Newton-John, e "20/20", de George Benson.

Jimmy Helms mostra todo o seu potencial em "Gonna Make An Offer You Can't Refuse", extraída do álbum homônimo de 1974, e que se tornou seu single de maior sucesso, chegando à posição de número 8 nas paradas britânicas. Embora outras faixas de seu LP tivessem boas chances, nenhuma alcançou posição de destaque. Isso não significa que esse americano da Flórida tenha ficado parado, mas o sucesso só lhe sorriu de novo quando formou o grupo de dance music Londbeat (sim, você conhece: ouça "I've Been Thinking About" e "You Bring On The Sun", dos anos '90, onde a voz de Jimmy parece nem ter visto o tempo passar)

"In And Out Of Love" é típica de Robin Gibb: não dá pra ouvir sem ser tocado de algum modo, geralmente do melhor jeito possível. Voz e melodia casam perfeitamente e o vibrato de Robin sempre traz um sentimento especial. Essa faixa faz parte do LP "How Old Are You", que também lançou a famosíssima "Juliet".

"Three Times In Love" é a faixa do álbum homônimo de Tommy James que, durante anos, foi o vocalista da banda Tommy James & The Shondells. Alegre, ela guarda uma notável similaridade com o estilo de várias canções do ex-Beatle George Harrison (há até uma certa semelhança na voz). De letra simples e balanço muito gostoso, a faixa chegou à posição de número 19 na Billboard Hot 100 - nada mal!

A banda KC & The Sunshine Band é mais conhecida pelas músicas que embalaram a era Disco, como "That's The Way I Like It", "Shake Your Booty" e "Keep It Comin' Love". No terreno das baladas para dançar juntinho, o carro chefe sempre foi "Please Don't Go" (que, na década de '90, voltou ao estrelato em versão dançante pelos italianos do Double You).  Menos conhecida, esta "All Through The Night" não decepciona. Dá pra imaginar direitinho a boate, com luz adequada, e os casais dançando de rosto colado. 

A aparência maquiada de Alice Cooper talvez tenha passado sempre uma imagem muito mais "heavy metal" do que seus trabalhos realmente foram. O LP "Lace And Whiskey", de 1977, do qual saiu esta lovesong "You And Me", é um bom exemplo. Tem rock, soft-rock e música lenta, e todas de boa qualidade. "You And Me" foi a escolhida das FMs por ser pop e a mais comercial desse disco (e foi, claro, o primeiro single), mas não pense em "pop" e "comercial" pelo viés pejorativo (na mesma linha, ele lançaria no ano seguinte "How You Gonna See Me Now"). É, ele sabia o que estava fazendo.

E o pessoal do The Hollies aparece aqui com "Lonely Hobo Lullabye", um pop/country que mostra um viajante que segue seu caminho, parando apenas para remendar o couro dos sapatos e, depois, seguir em frente, já que não tem família ou um amor que o prenda num local específico. Apesar do que pode parecer num primeiro momento, a música traz um sentimento agradável de alguém que está em busca dos seus objetivos, e os vocais do grupo só reforçam esta suave nuance.

É mais um flashback de qualidade para a coleção!


01- Silvering - You    [04:19]
02- Dollar - I Need Your Love    [03:47]
03- Tin Tin - Toast And Marmalade For Tea    [02:21]
04- Alice Cooper - You And Me    [05:04]
05- Robin Gibb - In And Out Of Love    [03:49]
06- The Hollies - Lonely Hobo Lullabye    [04:10]
07- Rex Smith - You Take My Breath Away    [03:07]
08- KC & The Sunshine Band - All Through The Night    [04:31]
09- Jimmy Helms - Gonna Make You An Offer You Can't Refuse    [03:37]
10- Pierre Groscolas - Fille Du Vent    [03:12]
11- White Lion - When The Children Cry    [04:17]
12- Peter Murphy - Strange Kind Of Love    [03:48]
13- The Fixx - No One Has To Cry    [03:47]
14- Joe Egan - Back On The Road    [04:18]
15- Tommy James - Three Times In Love    [04:05]
16- Grace Slick - El Diablo    [05:48]
17- Pussycat - Mississipi    [04:36]



domingo, 4 de abril de 2021

Huey Lewis And The News - The Heart Of Rock & Roll: The Best Of (1992)


O americano Huey Lewis tocava em uma banda de jazz quando, na metade da década de 70, decidiu sair e tentar algo mais pessoal. Uniu-se ao baterista Bill Gibson, ao saxofonista Johnny Colla e ao baixista Mario Cipollina. Mais tarde, o guitarrista Chris Hayes também se juntou ao grupo que, inicialmente, se chamou Huey Lewis & The American Express. A partir da década de '80, o nome mudou para Huey Lewis And The News.

A banda conseguiu notoriedade com o segundo disco, "Picture This", do qual o single "Do You Believe In Love" se tornou um sucesso e contribuiu para que Huey recebesse um disco de ouro. O LP permaneceu por 35 semanas na Billboard 200 Album Chart. 

O LP seguinte trouxe 4 singles de sucesso: a explosiva "Heart And Soul", um misto de rock e pop que dá vontade de chacoalhar o esqueleto; "If This Is It", que veio acompanhada de um bem-humorado videoclipe; "The Heart Of Rock & Roll", com um pezinho no rock dos anos 60, mas com arranjos bem contemporâneos, e "I Want A New Drug",  onde a "droga" do título é uma mulher ("Quero uma nova droga (...)/Que não deixe minha boca muito seca/Ou meus olhos muito vermelhos"), mas que o faça se sentir tão bem como quando estava com sua ex.

"Stuck With You" é um pop bem bacana que permaneceu nas paradas da Billboard Hot 100 por três semanas, chegando a posição de número 1.

E, para abrir a coletânea, foi escolhida "The Power Of Love" (aqui, estranhamente grafada como "Power Of Love"), que virou sucesso ao integrar a trilha sonora do filme "De Volta Para O Futuro".

CD para ouvir sem medo!


01- Power Of Love    [03:54]

02- Hip To Be Square  [04:03]

03- Do You Believe In Love  [03:27]

04- If This Is It    [03:51]

05- Some Of My Lies Are True    [03:21]

06- Workin' For a Livin' (Live)    [04:01]

07- Bad Is Bad    [03:47]

08- I Want A New Drug    [03:31]

09- The Heart Of Rock & Roll  [04:04]

10- Heart And Soul    [04:11]

11- Jacob's Ladder     [03:30]

12- Stuck With Me    [04:26]

13- Trouble In Paradise    [03:10]

14- Walking On A Thin Line   [04:02]

15- Perfect World    [04:05]

16- Small World (Part One)    [03:53]

17- Back In Time    [04:19]


Download


segunda-feira, 15 de março de 2021

Simply Red - 25: The Greatest Hits (2008)

 

Antes de criar o Simply Red, o talentoso vocalista Mick Hucknall, nascido em Manchester, integrava a banda Frantic Elevators. Com este grupo, lançou dois singles, de relativo sucesso. 

Ao mudar de empresário, Mick reuniu outros músicos e criou o Simply Red que, desde o começo, reuniu elementos do pop, reggae, soul e jazz em melodias fantásticas. O primeiro single do grupo foi "Money's Too Tight (To Mention)", uma dura crítica ao capitalismo, originalmente dos Valentine Brothers, ao qual Mick imprimiu seu estilo pessoal, pendendo para o funk. 

O segundo single foi uma releitura de um que ele já havia lançado com os Frantic Elevators, mas que, agora, bombaria de vez nas paradas: "Holding Back The Years", escrita pelo próprio Mick em 1978, e que remete à sua infância difícil. Se formos comparar ambas as versões, a primeira mais parece uma versão inacabada da gravação feita pelo Simply Red. Não à toa, "Holding Back The Years" jogou o grupo na posição de número 1 nas paradas. 

"It's Only Love" é um cover de "It's Only Love Doing Its Thing", de Barry White, com um arranjo mais moderno, enquanto que "If You Don't Know Me By Now" foi originalmente interpretada por Harold Melvin & The Blue Notes na década de '70. Nesta, o grupo procurou manter os elementos principais, sem deixar de colocar sua digital aqui ou ali.

O álbum "Stars" foi um fenômeno de vendas, chegando a 12 milhões de cópias e mereceu uma turnée à altura. A faixa título explodiu nas paradas com seus doces versos "Iiiiii Wanna fall from the stars/Straight into your arms" ("Quero cair das estrelas/Direto em seus braços"), sendo seguida da delicada "For Your Babies" (que integrou a trilha sonora de "De Corpo E Alma", da Globo).

"The Air That I Breathe", do álbum "Blue" (1998), mais conhecida na voz do grupo The Hollies, abocanhou a sexta posição no Reino Unido, e  a romântica "Say You Love Me", de autoria do próprio Mick, onde letra e música casaram com perfeição, arrepia no refrão: "Say you love me all around the world/Stay and hug me all around the world/Be yours a boy or be mine a girl/Just say you love me" ("Diga que me ama pelo mundo todo/Fique e me abrace pelo mundo todo/Que seja seu um garoto ou minha uma pequena garota/Apenas diga que me ama").

"You Make Me Feel Brand New" foi originalmente interpretada pelo grupo vocal The Stylistics, mas esta gravação não fica devendo em nada! A música já havia feito sucesso nos anos '70 e voltou às paradas novamente com este cover, atingindo a décima posição numa das listagens da Billboard e o sétimo lugar no Reino Unido. Aliás, Mick mantém um tom mais grave nos primeiros versos, para depois "esticar" seu poder vocal, numa referência ao grupo setentista.

"Fairground" é um deleite só, com uma alegria contagiante e um refrão acalentador, que narra sobre o caminho de volta pra casa: "And I love the thought of coming home to you/Even if I know we can't make it/Yes, I love the thought of giving hope to you/Just a little ray of light shining through" ("Eu amo a ideia de voltar pra casa pra você/Mesmo sabendo que podemos não conseguir/Eu amo a ideia de dar esperança a você/Apenas um raio de luz brilhando").

"Sunrise" acertou tanto na batida quanto ao usar os samples de "I Can't Go For That", do duo Hall & Oates. O videoclipe foi filmado, em parte, no Rio de Janeiro, mostrando corpos de biquíni em uma festa pra lá de animada. Aliás, modelos brasileiras participaram do vídeo. E a música galgou as primeiras posições nas paradas em várias partes do mundo.

Este é um CD duplo pra curtir inteiro. Ouça também "Never Never Love" e "Your Mirror".


Cd1

01- Sunrise  [03:19]

02- Stars    [04:08]

03- A New Flame    [03:57]

04- Holding Back The Years    [04:11]

05- It's Only Love    [03:52]

06- The Right Thing    [04:22]

07- Your Mirror    [04:04]

08- For Your Babies    [04:17]

09- The Air That I Breathe    [04:21]

10- Night Nurse    [03:54]

11- Ain't That A Lot Of Love    [03:53]

12- Fake    [03:46]

13- Ev'ry Time We Say Goodbye    [03:08]


Download


Cd2

01- You've Got It    [03:57]

02- Say You Love Me    [03:44]

03- So Not Over You    [03:37]

04- Angel    [04:00]

05- Never Never Love    [04:07]

06- Home    [03:33]

07- You Make Me Feel Brand New    [05:04]

08- Something Got Me Started    [03:59]

09- Money's Too Tight (To Mention)    [04:29]

10- Fairground    [04:26]

11- If You Don't Know Me By Now    [03:26]

12- Go Now    [03:28]


Download


sábado, 27 de fevereiro de 2021

Classics IV - Greatest Hits (2007)

 

O grupo americano Classics IV surgiu na metade dos anos 60, inicialmente cantando covers de outros artistas, até que um caçador de talentos levou a banda para a Capitol Records, com a promessa de gravar alguns singles. O primeiro foi "Pollyanna", que acabou sendo um sucesso apenas regional. O single seguinte foi "Spooky" e, este sim, alcançou a posição de número 3 no Hot 100 nos EUA e o número 46 no Reino Unido.  

Depois, seguiram-se os estrondosos sucessos "Stormy" (em 1968) e "Traces" (em 1969, belíssima canção) e a voz de Dennis Yost começou a ganhar vida própria - tanto que o grupo mudou o nome para "Classics IV featuring Dennis Yost" (e, posteriormente, para "Dennis Yost & The Classics IV"). Alias, "Stormy" foi usada em "Save Room", de John Legend, em 2006.

Este CD traz um breve apanhado dos maiores hits do grupo, incluindo "Everyday With You, Girl", "Where Did All The Good Times Go" e "Change of Heart". Ouça sem medo!


01- Everyday With You Girl    [02:31]

02- The Funniest Thing    [02:35]

03- Spooky    [02:50]

04- Soul Train    [02:42]

05- Stormy    [02:45]

06- Traces    [02:45]

07- Change Of Heart    [02:55]

08- Midnight    [02:52]

09- Where Did All The Good Times Go    [02:34]

10- Mama's And Papa's    [02:05]


Download


quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

Vários Artistas - Love Flashback 2 (1998)

Este talvez seja um dos melhores CDs da coleção "Love Flashback", que varre algumas pérolas dos anos '80.

Crocodile Harris, pseudônimo do sul-africano Robin Graham, fez sucesso com "Give Me The Good News" entre 1982 e 1983. O LP do artista, por si só, não emplacou, mas a música alçou voo, principalmente depois de aparecer na trilha sonora da novela "Champagne", da Globo. A música pede, basicamente, paz, criticando as armas e a guerra, constatando que tudo isso só serve para trazer destruição. A versão incluída aqui é a do single, de 3'52'';  a do LP "Give Me The Good News" tem 1 minuto a mais.

Ouvir "Don't Look Back" é um deleite. Embora só tenha saído em single, esta acabou sendo uma das músicas mais conhecidas dos The Korgis, principalmente no Brasil. Ela entrou para a trilha sonora da novela também global "Sol de Verão" e, ao contrário do que pode parecer, a voz que sola a música não é feminina, mas do cantor inglês James Warren, que também a escreveu. Ela é mais pop e mais romântica do que as outras do grupo, o que pode justificar grande parte de seu êxito. Nesta coletânea, ela sofre um "fade-out" um pouco antes da música terminar de fato, cortando os 30 segundos restantes. Nada que prejudique a qualidade!

"Emotion" saiu do álbum de mesmo nome da cantora Samantha Sang e foi escrita por ninguém menos que Barry e Robin Gibb, dos Bee Gees (que cantam no refrão) e o sucesso foi estrondoso (neste mesmo LP de Samantha, ela regravou "Charade", do LP "Mr. Natural", dos irmãos Gibb). "Emotions" sofreu diversas regravações ao longo dos anos (inclusive do Destiny's Child, que lançou o fenômeno Beyoncé), mas nenhuma superou o hit original.

Pussycat é uma banda alemã feminina formada por três irmãs, com músicas que norteiam o pop e o country. Esta "Blue Lights In My Eyes" veio do LP "Blue Lights", de 1981 e, ao lado de  "Mississippi", figura entre as mais conhecidas do trio. A introdução com uma alegre guitarra e os vocais das irmãs no refrão fazem o coração pulsar mais forte

Alessi (ou Alessi Brothers) é formado pelos gêmeos Billy e Bobby Alessi, que flertam tanto com o soft-rock e o pop quanto com o country. Essa "Sad Songs" é legalzinha, mas para quem tem em mente o  megahit "All For A Reason", muito mais inspirada, pode ficar um pouco desapontado.

A então garotinha Nikka Costa canta delicadamente "I Believe In Love", do LP de 1981 produzido pelo seu pai, Don Costa. A letra fala sobre tudo o que uma criança, no alge de sua pureza, acredita: contos de fadas, que a lua é uma grande bola de queijo e na amizade. Tem como não se encantar?

O roqueiro e co-fundador da banda Fleetwood Mac, Mick Fleetwood, aparece aqui com seu hit solo, "You Weren't In Love", um soft-rock que, provavelmente, você já ouviu mas talvez não associe o nome à música. Também os roqueiros do Century (do hit "Lover Why") surpreendem aqui com a baladinha pop "Gone With The Winner", falando de um amor que se foi. 

Não deixe de ouvir também a maravilhosa "Over You", de Lane Brody.  


01- Pussycat  - Blue Lights In My Eyes    [04:04]

02- Mick Fleetwood  - You Weren't in Love    [03:47]

03- Benny Mardones  - Into The Night    [04:25]

04- The Hollies  - I'm Down    [04:10]

05- Genghis Khan  - Komm Dock Heim    [04:14]

06- Lane Brody  - Over You    [02:59]

07- Anne Andersen  - Last Dance    [03:16]

08- The Korgis  - Don't Look Back    [03:45]

09- Crocodile Harris  - Give Me The Good News    [03:54]

10- David Castle  - You're Too Far Away    [03:40]

11- Chris De Burgh  - I Will    [03:24]

12- Nikka Costa  - I Believe In Love    [02:58]

13- Century  - Gone With The Winner    [04:28]

14- Rita Coolidge  - My Crew    [04:29]

15- The Paris Group  - Graffitti    [03:19]

16- Nancy Lee  - Shed My Love    [02:25]

17- Rex Smith  - Simply Jessie    [03:05]

18- Alessi  - Sad Songs    [03:43]

19- Cheryl Dilcker  - So Sad    [02:46]

20- Samantha Sang - Emotion    [03:54]


Download


segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Vários Artistas - A Time To Remember: 1969 (1996)

Em 1996, a EMI lançou essa coletânea bem bacaninha com alguns hits de 1969. O álbum abre com a belíssima gravação de "He Ain't Heavy, He's My Brother" com The Hollies,  que conta a estória de uma criança que caminha durante muito tempo, carregando seu irmão menor. A estrada é longa, mas a criança faz o esforço necessário para levá-lo, pois, afinal, trata-se de seu irmão -  e, por isso, ele não é pesado (o "he ain't heavy" do título)

O grupo Herman's Hermits, mais conhecido pelo megassucesso "There's a Kind of Hush", aparece aqui com  "My Sentimental Friend", que conta a estória de um casal, onde ela dizia que eles estariam juntos para sempre, mas cuja separação foi inevitável e, agora, ele passa o tempo relembrando de seus momentos com ela.

"Love Is All" é uma música poderosíssima, em grande parte pela interpretação impecável do inglês Malcolm Roberts que, naquele ano, ganhou o Festival Internacional da Canção (sediado no Rio de Janeiro), entoando-a com maestria. A música virou um sucesso e permaneceu nas paradas por 15 semanas consecutivas. Talvez esta seja uma das melhores (se não a melhor) interpretações do cantor.

Pat Campbell narra (sim, narra mesmo, não canta) o dia em que teve que tomar a decisão mais difícil de sua vida: escolher entre a vida de seu filho por nascer, ou a de sua esposa. Mesmo não cantando (e apenas acompanhado por um instrumental discreto), impossível não se emocionar com "The Deal".

Outras músicas merecem destaque aqui: a voz macia de Glen Campbell embala a gostosa "Wichita Lineman"; Inez e Charles Foxx cantam uma música inspirada numa canção de ninar popular, "Mockingbird" que, mais tarde, seria regravada por  Carly Simon (num dueto com James Taylor); "Games People Play" (de Joe South), que muita gente só ficou conhecendo quando foi regravada pelo grupo de reggae Inner Circle muitos anos depois, e os belíssimos vocais (e o balanço) dos Beach Boys em "I Can Hear Music".


01- The Hollies  - He Ain't Heavy, He's My Brother    [04:19]

02- Inez & Charlie Foxx  - Mocking Bird    [02:41]

03- Bobbie Gentry  - I'll Never Fall In Love Again    [02:55]

04- Glen Campbell  - Wichita Lineman    [03:08]

05- Malcolm Roberts  - Love is All    [03:51]

06- The Beach Boys  - I Can Hear Music    [02:38]

07- Peter Sarstedt  - Where Do You Go To My Lovely    [04:45]

08- Herman's Hermits  - My Sentimental Friend    [03:21]

09- Karen Young  - Nobody's Child    [04:26]

10- Sounds Nice  - Love At First Sight    [04:01]

11- Donovan & Jeff Beck  - Goo Goo Barabajagal (Love Is Hot)    [03:24]

12- Pat Campbell  - The Deal    [03:39]

13- Canned Heat  - Going Up The Country    [02:54]

14- Paul Jones  - Aquarius    [02:45]

15- The Scaffold  - Gin Gan Goolie    [02:53]

16- Oliver  - Good Morning Startshine    [03:42]

17- Don Partridge  - Breakfast On Pluto    [03:51]

18- The Beach Boys  - Break Away    [02:58]

19- Joe South  - Games People Play    [03:35]

20- Lulu  - Boom Bang A Bang    [02:22]


Download


quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

The Beatles - Beatles Forever (1972)

Esta é uma coletânea que saiu apenas na Argentina, Espanha e Brasil. Nos dois primeiros, foi lançada em 1971; aqui, em 1972 . Esta coleção de hits parece ter sido escolhida meio que aleatoriamente e, apesar do selo indicando "estéreo" na capa, algumas músicas estão em mono -  caso de "I Call Your Name", por exemplo. Já "Your Mother Should Know", "The Fool On The Hill" e "Blue Jay Way" aparecem em estéreo mesmo, pela primeira vez no país. 

Mas o curioso desse LP é que ele ficou muito conhecido por apresentar uma falha na faixa "Penny Lane" ( o que não aconteceu nos outros países): há um corte abrupto entres os versos "Four of fish and finger pies/In summer, meanwhile back", onde "In summer" não é cantado. Por causa disso, ao longo dos anos, este LP tornou-se peça de colecionador, e você poderá ouvi-la aqui com essa falha.

Raridade!


01- Day Tripper  [02:55]

02- Yes It Is    [02:44]

03- I'm Down  [02:36]

04- The Fool On The Hill   [03:01]

05- Strawberry Fields Forever  [04:12]

06- We Can Work It Out    [02:18]

07- Your Mother Should Know [02:30]

08- Penny Lane    [03:00]

09- Baby, You're A Rich Man  [03:11]

10- The Inner Light  [02:38]

11- Blue Jay Way     [03:56]

12- I Call Your Name [02:10]


Download